QUADROS NORMA NBR 60439-1 TTA SCHNEIDER

junho 22, 2018 5:48 pm Publicado por Responder

Especificações Técnicas para Paineis de baixa tensão até 250A

 

1          NORMAS

1.1       O painel de baixa tensão deverá atender as prescrições das normas:

 

1.2       Devem obrigatoriamente possuir os seguintes relatórios de certificação referentes aos 7 ensaios de tipo realizados pelo fabricante:

    1. Limites de elevação de temperatura
    2. Propriedades dielétricas
    3. Corrente suportável de curta duração
    4. Eficácia do circuito de proteção
    5. Distâncias de isolação e de escoamento
    6. Funcionamento mecânico
    7. Grau de proteção

 

1.3       E os relatórios dos 3 ensaios de rotina realizado pelo montador, conforme prescrito em norma:

    1. Conexões e funcionamento
    2. Isolação (dielétrico)
    3. Medidas de proteção

2         CARACTERÍSTICAS ELÉTRICAS

2.1       O painel baixa tensão deverá ter as seguintes características elétricas:

  1. Ui – tensão nominal de isolamento até 1000 V
  2. Ue – tensão de operação nominal até 690 V
  1. In – corrente nominal até 250 A
  2. Icw – corrente suportável nominal de curta duração 25 kA/ 1 seg
  3. Ipk – corrente suportável nominal de crista = 187 kA

 

3         CARACTERÍSTICAS CONSTRUTIVAS

3.1       Deverão ser próprios para uso em instalação abrigada.

3.2       O grau de proteção poderá ser:

            – grau de proteção = IP     30      31      

            – Letra : +      A         B         C        D

3.3       O painel de baixa tensão deverá ser próprio para instalação sobre posta em parede ou eventualmente pela base.

3.4       O painel de baixa tensão poderá possuir o grau de proteção IPxx B, utilizando-se de acessório que impeça  o contato direto com as partes energizadas

3.5       O painel de baixa tensão deverá ser fornecido com manual de instalação, operação e manutenção

3.6       O painel de baixa tensão deverá ter separação interna conforme:

            – Forma       1            

– Compartimentada (separação dos barramentos das unidades funcionais)

 

4         CARACTERÍSTICAS DE INSTALAÇÃO

4.1       O painel deverá atender as seguintes condições de serviço:

  1. temperatura ambiente = máxima 40°C e mínima de -5 °C
  2. condições atmosféricas = ar limpo, umidade relativa não exceda a 50% a uma temperatura de 40°C
  1. grau de proteção contra impacto = IK      07           08       
  2. instalação = contra parede ou afastada da parede

 

5         CARACTERÍSTICAS GERAIS

5.1        O painel de baixa tensão deverá ser provido de placa de identificação, confeccionada em material resistente a intempérie, ter gravação
de forma indelével e fixada mecanicamente ao painel, contendo as informações do item 5.1 da norma ABNT NBR IEC 60439-1
5.2        As demais peças estruturais e complementares construtivas do painel deverão ser próprias para resistir aos esforços mecânicos, 
elétricos e térmicos e aos efeitos da umidade
5.3        Com intuito de proteger os operadores contra ao acesso às partes energizadas (proteção contra contatos indiretos de corpos de 
diâmetro ≥ 12mm, ponta do dedo) o grau de proteção do painel de deverá ser obrigatoriamente IPXXB.
5.4        Os fechamentos do painel deverão ser removíveis para facilitar o acesso as suas partes internas
5.5        O painel de baixa tensão deverá constituir um sistema construtivo padronizado pré-fabricado e unidades funcionais modulares para a
instalação de dispositivos de proteção, seccionamento, medição e controle.
5.6        As unidades funcionais deverão ser padronizadas de forma que cada unidade seja composta por peças pré-fabricadas baseadas em
documentos de fabricação devidamente registrados e controlados
5.7        As unidades funcionais deverão ser adquiridas em forma de kits, para futuras ampliações ou alterações, de forma a possibilitar a
instalação dos dispositivos, fazer as interligações elétricas, prover a interligação externa e promover as proteções contra contatos e 
acabamento sem a necessidade de se criar novos itens pelo cliente.
5.8        Os espaços vazios do painel de baixa tensão deverão ser fechados por tampas que: impeçam o acesso à parte interna do painel, 
mantenha a harmonia visual e possam ser retiradas para a instalação de novas unidades funcionais
5.9        O painel de baixa tensão deverá ser provido de fechaduras, travadas por chave para impedir o acesso interno
5.10    Os dispositivos deverão ser comandados de forma que se tenha um anteparo entre a parte interna e externa ao painel
5.11    Todas as partes vivas (terminais, interligações, barramentos , etc ) deverão ser protegidos contra contato direto na situação de porta 
aberta.
5.12    Para garantir a segurança da instalação durante a vida útil do painel de baixa tensão o mesmo bem como seus componentes devem
IMPRETERIVELMENTE ser fornecidos pelo mesmo fabricante.

 

6         CERTIFICAÇÕES
6.1        O painel baixa tensão deverá possuir os certificados de conformidade (aprovação) dos ensaios de tipo prescritos na norma 
ABNT NBR IEC 60439-1 conforme descrito no item 1.1.1 deste documento.
6.2        O painel baixa tensão deverá ser fornecido com relatório de ensaio de rotina a que foi submetido no final de sua montagem conforme
descrito no item 1.1.2 deste documento.
6.3        Os dispositivos de proteção aplicados no painel deverão possuir certificados de ensaio de tipo conforme normatizações vigentes 
aplicáveis.
6.4        Somente serão aceitos painéis PTTA que obrigatoriamente apresentem os relatórios de aprovação nos 7 ensaios de tipo 
(realizados pelo fabricante) e 3 ensaios de rotina solicitados pela ABNT NBR IEC60439-1 e que impreterivelmente, demonstrem extrapolações 
pertinentes para  os ensaios de Limites de Elevação de Temperatura e Corrente Suportável de Curto-Circuito para faixas inferiores as testadas.
Não serão aceitos painéis de baixa tensão com extrapolações feitas por cálculo, inferência ou desvios para configurações de maior 
capacidade do que as que foram testadas e certificadas e informadas nos certificados dos relatórios de ensaio de tipo tanto para os ensaios 
de Limites de Elevação de Temperatura bem como para Corrente Suportável de Curto-Circuito.

 

Especificações Técnicas para Paineis de baixa tensão até 1600A

1         NORMAS

1.1       O painel de baixa tensão deverá atender as prescrições das normas:

1.2       Devem obrigatoriamente possuir os seguintes relatórios de certificação referentes aos 7 ensaios de tipo realizados pelo fabricante:

    1. Limites de elevação de temperatura
    2. Propriedades dielétricas
    3. Corrente suportável de curta duração
    4. Eficácia do circuito de proteção
    5. Distâncias de isolação e de escoamento
    6. Funcionamento mecânico
    7. Grau de proteção

 

1.3       E os relatórios dos 3 ensaios de rotina realizado pelo montador, conforme prescrito em norma:

    1. Conexões e funcionamento
    2. Isolação (dielétrico)
    3. Medidas de proteção

 

2         CARACTERÍSTICAS ELÉTRICAS

2.1       O painel baixa tensão deverá ter as seguintes características elétricas:

  1. Ui – tensão nominal de isolamento até 1000 V
  2. Ue – tensão de operação nominal até 1000 V
  1. In – corrente nominal até1600 A
  2. Icw – corrente suportável nominal de curta duração 50 kA/ 1 seg
  3. Ipk – corrente suportável nominal de crista = 110kA

 

3         CARACTERÍSTICAS CONSTRUTIVAS

3.1       Deverão ser próprios para uso em instalação abrigada.

3.2       O grau de proteção poderá ser:

            – grau de proteção = IP     30      31       

3.3       O painel de baixa tensão deverá ser provido de dispositivos para içamento e/ou de levantamento para o deslocamento e transporte

3.4       O painel de baixa tensão deverá ter uma embalagem adequada para garantir a integridade física do painel, junto à embalagem deverá ser fornecido manual para içamento, amarração e abertura da embalagem

3.5       O painel de baixa tensão deverá ser fornecido com manual de instalação, operação e manutenção

3.6       O painel de baixa tensão deverá ter separação interna conforme:

            – Forma       1       2a       2b      

 

4         CARACTERÍSTICAS DA INSTALAÇÃO

4.1       O painel deverá atender as seguintes condições de serviço:

  1. temperatura ambiente = máxima 40°C e mínima de -5 °C
  2. condições atmosféricas = ar limpo, umidade relativa não exceda a 50% a uma temperatura de 40°C
  1. grau de proteção contra impacto = IK      07           08        
  2. instalação = contra parede ou afastada da parede

 

5         CARACTERÍSTICAS GERAIS

5.1        O painel de baixa tensão deverá ser provido de placa de identificação, confeccionada em material resistente, ter gravação de forma 
indelével e fixada mecanicamente ao painel, contendo as informações do item 5.1 da norma ABNT NBR IEC 60439-1.
5.2        As estruturas, tampas, tetos, espelhos e portas deverão ser confeccionados em chapa de aço zincadas, as demais peças estruturais
e complementares construtivas do painel deverão ser próprias para resistir aos esforços mecânicos, elétricos e térmicos e aos efeitos da 
umidade característicos da instalação para que seja projetado.
5.3        O painel baixa tensão deverá ter um sistema de barramentos de montagem simples e seguro, que permita a realização das 
interligações entre as barras e os dispositivos pela parte frontal do painel, através de interligações de padronizadas, suportes específicos e 
placas de proteção
5.4        Os fechamentos do painel deverão ser removíveis para facilitar o acesso as suas partes internas
5.5        O painel baixa tensão deverá constituir um sistema construtivo padronizado pré-fabricado e unidades funcionais modulares para a 
instalação de dispositivos de proteção, seccionamento, medição e controle bem como demais dispositivos de controle.
5.6        O painel baixa tensão deverá possibilitar ampliações futuras em ambas às extremidades e também a instalação de novas unidades 
funcionais assim como possibilitar a retirada das unidades funcionais instaladas sem prejuízo das características construtivas para a 
instalação de outras unidades funcionais.
5.7        Não serão aceitos painéis que impeçam ou dificultem a manutenção em campo pela parte frontal do conjunto bem como dificultem 
a manutenção se encostados na parede.
5.8        As unidades funcionais deverão ser padronizadas de forma que cada unidade seja composta por peças pré-fabricadas baseadas 
em documentos de fabricação devidamente registrados e controlados.
5.9        As unidades funcionais deverão ser adquiridas em forma de kits, para futuras ampliações ou alterações, de forma a possibilitar a 
instalação dos dispositivos, fazer as interligações elétricas, prover a interligação externa e promover as proteções contra contatos e 
acabamento sem a necessidade de se criar novos itens pelo cliente.
5.10    Os espaços vazios do painel baixa tensão deverão ser fechadas por tampas que: impeçam o acesso a parte interna do painel, 
mantenha a harmonia visual e possam ser retiradas para a instalação de novas unidades funcionais
5.11    O painel baixa tensão deverá ter altura de 2100 mm.
5.12    O painel baixa tensão deverá ser constituído de colunas para a instalação dos dispositivos e sempre deverá se necessário 
acondicionar os barramentos em uma região específica, bem como os barramentos horizontais rente ao piso ou teto. Caso necessário  
também, deverá  poder receber uma coluna especifica para instalação dos terminais de saída e a passagem dos cabos de saída que 
permitam o acesso frontal (solicitado) ou eventualmente acesso traseiro caso o painel tenha a sua parte traseira instalada  longe da parede.
Os barramentos verticais devem ser acondicionados em unidade funcional pertinente, não serão aceitos painéis de baixa tensão que não 
possuam um compartimento especifico para o barramento vertical.
5.13    O painel baixa tensão deverá ser compatível com  acesso frontal e poderá também ser compatível com acesso traseiro desde que, 
para o primeiro caso sejam previstas colunas de cabos frontais de 300 ou 400mm de largura entre as colunas funcionais, e para o  segundo 
caso sejam previstas colunas específicas para passagem de cabos de 400 mm de profundidade na parte traseira ou similar.
5.14    O painel baixa tensão deverá ser provido de uma base metálica(base soleira) especifica para sua instalação e alinhamento de chapa 
de aço zincada 3mm.
5.15    O painel baixa tensão deverá ser provido de fechaduras, travadas por chave para impedir o acesso interno conforme orientado na 
NR-10.
5.16    Os dispositivos deverão ser comandados de forma que se tenha um anteparo entre a parte interna e externa ao painel.
5.17    Todas as partes energizadas expostas (terminais, interligações, barramentos, etc.) deverão ser protegidas contra contato direto na 
situação de porta aberta.
5.18    Para garantir a segurança  e continuidade de serviço da instalação elétrica  durante a vida útil do painel de baixa tensão o mesmo 
bem como seus componentes devem ser IMPRETERIVELMENTE  ser fornecidos pelo mesmo fabricante.
5.19    O painel de baixa tensão deve assegurar continuidade elétrica das partes móveis sem a necessidade de cordoalhas de aterramento 
adicionais.

6         CERTIFICAÇÕES
6.1        O painel baixa tensão deverá possuir os certificados de conformidade (aprovação) dos ensaios de tipo prescritos na norma 
ABNT NBR IEC 60439-1 conforme descrito no item 1.1.1 deste documento.
6.2        O painel baixa tensão deverá ser fornecido com relatório de ensaio de rotina a que foi submetido no final de sua montagem conforme 
descrito no item 1.1.2 deste documento.
6.3        Os dispositivos de proteção aplicados no painel deverão possuir certificados de ensaio de tipo conforme normatizações vigentes 
aplicáveis.
6.4        Somente serão aceitos painéis PTTA que obrigatoriamente apresentem os relatórios de aprovação nos 7 ensaios de tipo 
(realizados pelo fabricante) e 4 ensaios de rotina solicitados pela ABNT NBR IEC60439-1 e que impreterivelmente, demonstrem 
extrapolações pertinentes para  os ensaios de Limites de Elevação de Temperatura e Corrente Suportável de Curto-Circuito para faixas 
inferiores as testadas. Não serão aceitos painéis de baixa tensão com extrapolações feitas por cálculo, inferência ou desvios para 
configurações de maior capacidade do que as que foram testadas e certificadas e informadas nos certificados dos relatórios de ensaio de 
tipo tanto para os ensaios de Limites de Elevação de Temperatura bem como para Corrente Suportável de Curto-Circuito.





          Tags: , , , 

Categoria: servicos

Este post foi escrito por sousacouto










ASSINE NOSSO NEWS

E receba novidades em seu email.


Navegação
rápida

NOSSOS AGRADECIMENTOS

SEJA UM DE NÓS

Social

© 2018 Copyright Todos os direitos reservados à SOUSA COUTO, desenvolvido por David Alves